Servindo a Palavra: Mt 13, 36-43

TERÇA-FEIRA, 28 DE JULHO

Mateus 13, 36-43:
“Como o joio é apanhado e queimado no fogo, assim será no fim do mundo… Então os justos brilharão como o sol no Reino do seu Pai”.

Deus não arranca a cizânia intempestivamente. Deixa que ela se desenvolva ao lado do trigo.
Deus tem paciência e sabe esperar. O momento da ceifa é que vai determinar o que se há de fazer. A paciência tem muito a ver com a tolerância.
Pensamos que somos o trigo bom e que é necessário eliminar tudo aquilo de que não gostamos.
Mas o pensamento de Jesus é outro. A sua misericórdia, a sua paciência, a sua compreensão divergem substancialmente da nossa misericórdia, paciência e compreensão.
Deixa a decisão última a Deus, que é quem tem o poder de a tomar.
O seu parecer último concretiza-se em Jesus Cristo. Jesus é a misericórdia do Pai. Jesus é a oportunidade e a salvação.
Analisa e revê o teu grau de paciência. Nunca condenes ninguém, servindo-te apenas do teu ponto de vista.
Não julgues pelas aparências.
Aprende de Jesus a paciência, a tolerância, o perdão e a misericórdia.
Bons dias.

Antonio María Sanjuán Marín, cmf

0

Start typing and press Enter to search