Comentário do Domingo: 9 de Outubro

Lucas 17, 11-19:

Domingo, 11 de Outubro de 2022 (28º T O C)

 

A primeira leitura deste domingo conta-nos como Naamã, general do exército sírio, deu ouvidos à palavra do profeta Eliseu, mergulhou no rio Jordão e ficou purificado da lepra. Desde então, só o Senhor passou a ser o seu Deus.

Também no Evangelho é-nos dito como Jesus curou 10 leprosos, mas só um deles, estrangeiro como Naamã, voltou para agradecer-lhe pela sua cura. Essa será a sua salvação.

A Palavra deste domingo deixa-nos claro que a oração confiante (Jesus, Mestre, tem compaixão de nós…) tem muito poder. Sobretudo se é uma oração que reflete a nossa condição pessoal e as nossas debilidades. Também ensina-nos que a misericórdia de Deus não exclui ninguém, seja qual for a condição, e que isto obriga aos crentes a oferecer a paz e a salvação que recebemos de Deus. E, para além de outras coisas, devemos recuperar o dom da gratidão, que às vezes esquecemos.

Precisamos que a Graça nos toque o coração para acolher de forma afetiva e efetiva aqueles que se cruzam no nosso caminho. Muitos deles ensinam-nos a ser gratos.

 

Juan Ramón Gómez Pascual, cmf

Praticas o agradecimento e a gratuidade?

 

0

Start typing and press Enter to search