Comentário do Domingo: 24 de Outubro

Marcos 10, 46-52:

 

Domingo, 24 de outubro de 2021 (30º T O B).

 

Jesus sai de Jericó e à beira do caminho há um cego a pedir esmola, e ele pede-lhe para ter “piedade”. Muitos tentam silenciá-lo, mas ele insiste. Jesus chama-o e pergunta-lhe: “Que queres que eu te faça?”. “Mestre, que eu veja”, responde-lhe. Pela sua fé, recuperou a vista e seguiu Jesus pelo caminho.

No meio da cegueira dos judeus que insistem em não reconhecer o Mestre e do pouco entendimento dos apóstolos, com outros objetivos no horizonte, um pobre cego insiste em chamar Jesus. Quem é mais cego? Aquele que não vê ou aqueles que não o querem ver?

Esta passagem deve interpelar-nos a perceber se também nós somos cegos sentados à beira do caminho e sem reconhecer o Mestre. Incapazes de seguir Jesus. Será que somos um dos muitos cristãos que vivem o seguimento a Jesus de forma leviana, incapazes de depositar toda a nossa confiança no Mestre para que seja Ele a dar-nos a luz e para que possamos ser autênticos discípulos?

O que quero que Jesus faça por mim? Tenho plena confiança no que Ele pode realizar em mim? Estou consciente que depende da minha fé? Se ele mo concedesse, a que me comprometeria? Senhor Jesus, aumenta a nossa fé!

Hoje celebramos também o Dia Mundial das Missões, um domingo para a propagação da fé. Será que a vivo de tal forma que a minha vida é um exemplo para os outros? Peçamos ao Senhor que aumente a nossa fé e que a saibamos viver de tal forma que sejamos luz para outros que não a têm.

 

Juan Ramón Gómez Pascual, cmf

 

0

Start typing and press Enter to search