Comentário do Domingo: 23 de Outubro

Lucas 18, 9-14:

Domingo, 23 Outubro 2022 (30º T O C)

 

Nova chamada de atenção de Jesus, que nos convida a refletir sobre a nossa atitude na vida e sobre a nossa oração. Fá-lo com uma parábola: Dois homens vão ao templo rezar. Um fariseu, cumpridor de todos os mandamentos, justo, não rouba nem mata, contribui e dá esmolas… cheio da sua própria santidade. Não tem nada pelo qual pedir perdão. Despreza o outro que é pecador. Não ama. O outro é um publicano, um pecador público, que reconhece a sua má vida. Sente-se pecador diante de Deus e espera a sua misericórdia. Tem fé. Orgulho diante da humildade. Jesus diz que este saiu salvo e o outro não.

Este deve ser um bom momento para analisarmos a nossa atitude. Costumo procurar justificação para as minhas ações? Com que atitude me apresento diante de Deus? Considero-me “melhor” que os outros? Jesus pede-nos que “sejamos perfeitos como o nosso Pai celestial”, não que acreditemos nisso. Oxalá pudéssemos dizer como São Paulo: “combati bem o meu combate, corri até à meta, mantive a fé”. Estaríamos perto de alcançar a sua mesma coroa.

 

Juan Ramón Gómez Pascual, cmf

Orgulho ou humildade?

 

0

Start typing and press Enter to search