Comentário do Domingo: 20 de Novembro

Lucas 23, 35-43:

Domingo, 20 Novembro 2022 (34º T O C) | CRISTO REI

 

Chegamos ao final do ano litúrgico com a celebração de Cristo Rei. O Evangelho deste dia coloca-nos ao pé da cruz e as autoridades judaicas zombam do crucificado: “Se tu és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo”. Mas também recorda-nos o diálogo de Jesus com o “bom ladrão” crucificado ao seu lado.

Na Anunciação do anjo Gabriel a Maria, este anunciou-lhe que o seu Filho “será grande; o Senhor Deus lhe dará o trono de David seu pai; reinará na casa de Jacob para sempre e o seu reino não terá fim”. Anos mais tarde, após a multiplicação dos pães e dos peixes, as multidões querem proclamá-lo rei mas Ele retirou-se. Ao entrar em Jerusalém alguns gritavam “Hossana ao filho de David” e pouco depois “Crucifica-o”. As multidões aclamam-no e os dirigentes do povo querem acabar com Ele. Na cruz, um dos ladrões insulta-o e o outro invoca-o como rei. “Salvou a muitos e não pode salvar-se a si mesmo”. Do princípio ao fim da sua vida, Ele será a bandeira contestada profetizada pelo velho Simeão.

Mas perante Pilatos Jesus afirmou: “o meu reino não é deste mundo”. Os que aceitam a sua vida e a sua pessoa, como o chamado bom ladrão, encontram a salvação. “Quando estiveres no teu reino, lembra-te de mim”. “Hoje estarás comigo no paraíso”.

No Reino de Jesus os critérios de poder, ter, gozar, ser os primeiros, devem ser trocados pelos de servir, amar, perdoar, salvar, buscar a paz. Só assim o seu reino virá até nós.

 

Juan Ramón Gómez Pascual, cmf

Que critérios tens?

 

0

Start typing and press Enter to search